Ainda a propósito do retiro de jovens

O retiro foi curto, mas penso que proveitoso. Serviu para fugir da minha rotina e poder durante cerca de 24 horas voltar a colocar Cristo no centro da minha vida. Agora que escrevo já com alguns dias de distância sinto ainda a mensagem bem viva dentro de mim.
Para isso acontecer tenho que agradecer o empenho do Pe. Nuno que nos soube orientar e motivar a estarmos concentrados no que estávamos ali a fazer.
Este retiro para mim foi muito difícil pois os momentos mais importantes foram sempre em silêncio. O silêncio, sei-o agora, é muito difícil de conseguir, mas só assim se “escuta” melhor a mensagem de Cristo.
Tenho que referir ainda a presença de D. António Marto, que veio valorizar ainda mais o nosso retiro e agradecer ao SDPJ a oportunidade que me deram de participar em mais uma actividade “Jovem”.

Um participante

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *