FAQ's - (quase) todas as respostas

O que são os Dias nas Dioceses? Pré-JMJ é a mesma coisa?

A designação “Dias nas Dioceses” é a designação oficial da proposta feita aos jovens nos dias que antecedem a JMJ, para viver uma experiência de partilha numa diocese do país diferente das dioceses de acolhimento na JMJ. Pré-Jornadas ou Pré-JMJ é exatamente a mesma coisa, mas é uma designação corrente, não oficial.

Quantos jovens está previsto acolhermos na nossa Diocese?

A história mostra que a participação de jovens estrangeiros nos DnD é de cerca de 1/3 do total dos participantes na JMJ e que o número de participantes em DnD tem aumentado nos últimos anos.

DATAS E DIAS

Em que dias decorrem os Dias nas Dioceses?

Os DnD vão decorrer entre os dias 26 e 31 de julho de 2023.

Quantos dias exatos vão ficar os jovens na Paróquia de Acolhimento?

Os jovens ficarão na Paróquia de Acolhimento durante os 6 dias/5 noites previstos neste momento para os DnD. No entanto, pode haver grupos de jovens estrangeiros a chegar depois do dia 26. Se os grupos chegarem antes e pedirem acolhimento, as paróquias podem acordar um valor para apoiar nas despesas.

Em que dia as famílias recebem os jovens em casa?

As famílias recebem os jovens estrangeiros no dia em que chegam à Paróquia de Acolhimento. As famílias vão conhecer nesse dia os jovens que vão receber em suas casas, aquando da distribuição dos jovens pelas famílias e/ou espaços coletivos de alojamento.

PARÓQUIAS DE ACOLHIMENTO

Quais as condições para uma paróquia acolher jovens?

Para acolher jovens, uma paróquia precisa ter capacidade para dinamizar o programa durante a presença dos jovens na paróquia, assegurar refeições e prever condições de alojamento (em Famílias de Acolhimento e Espaços Coletivos).

É preciso haver uma equipa na Paróquia que fique responsável pelo acolhimento?

Cada paróquia que se comprometa a acolher jovens tem de ter uma Equipa de Acolhimento Local, à qual é atribuída a responsabilidade de recolher os dados das Famílias de Acolhimento e dos Espaços Coletivos, acolher os jovens à chegada, distribuí-los pelos diferentes alojamentos e dinamizar a sua presença durante os Dias nas Dioceses (programa e refeições).

Os responsáveis de Acolhimento Local devem fazer parte do COV?

É desejável, para uma melhor articulação.

Na Equipa de Acolhimento Local, é necessário haver quem fale inglês?

Na Equipa de Acolhimento Local deve haver quem fale inglês capaz de comunicar fluentemente com os grupos.

ALOJAMENTO

Onde é que os jovens estrangeiros ficarão alojados?

O ideal é que os jovens estrangeiros fiquem alojados em Famílias de Acolhimento, no entanto, se não houver Famílias de Acolhimento suficientes para a distribuição dos jovens inscritos, estes poderão ficar em espaços coletivos de alojamento (sede de escuteiros, pavilhão gimnodesportivo, salão paroquial, salas de catequese, salas de aulas…)

EM FAMÍLIAS

Quais as condições para ser Família de Acolhimento?

Uma família que deseje acolher jovens na sua casa deve garantir as condições de dormida (cama, colchão ou sofá-cama), o pequeno almoço de cada dia e, pontualmente, alguma refeição principal. E, dentro do possível, deixar os jovens no local de encontro definido pela paróquia ao início do dia e recolha ao final do dia. Se não o puder fazer, certamente que se encontrarão soluções na paróquia ou nos vizinhos.

E se não houver jovens na Família de Acolhimento?

Não é necessário ter jovens na família para ser Família de Acolhimento.

Quantos jovens pode receber cada Família de Acolhimento?

Uma família pode receber desde 2 até ao número de jovens que tiver capacidade para acolher. A Família de Acolhimento informa se pretende receber rapazes ou raparigas.

As Famílias de Acolhimento têm de acompanhar os jovens durante todo o dia e em todos os momentos?

Não. No entanto, o programa dos DnD poderá vir a prever que os jovens passem um dos dias completo com a família, mas que este não seja um impedimento ao acolhimento. Os jovens que ficarão em alojamentos coletivos podem ser distribuídos por outras famílias da paróquia para passar esse dia em família.

As Famílias de Acolhimento têm de saber falar inglês ou a língua dos jovens que acolhem?

Não saber inglês ou outra língua estrangeira não é impedimento para receber jovens em casa. A experiência de jornadas anteriores mostram que o diálogo é sempre possível.

As Famílias de Acolhimento ficam com os jovens todos os dias ou pode haver alteração no alojamento dos jovens a meio dos Dias nas Dioceses?

Os jovens ficarão na mesma família ou no mesmo espaço coletivo de alojamento desde a sua chegada e até ir embora. Alguma situação particular deve ser avaliada particularmente pela Paróquia de Acolhimento.

Como vamos encontrar/convidar Famílias de Acolhimento?

Sejam criativos! Convites pessoais, cartazes, flyers nas caixas de correio, avisos das missas… 

EM ESPAÇOS COLETIVOS

Quais as condições necessárias num Espaço Coletivo de Alojamento?

Num Espaço Coletivo de Alojamento deve haver instalações sanitárias com duche. Estas instalações sanitárias podem existir também num local próximo ao espaço de dormida, desde que não sejam demasiado longe. Idealmente, os Espaços devem também estar equipados com colchões, tendo em conta que estes jovens ficarão duas semanas no nosso país (DnD e JMJ).

DESLOCAÇÕES E TRANSPORTES

De quem é a responsabilidade da deslocação dos jovens até à Paróquia de Acolhimento?

A deslocação do país de origem até cada Paróquia de Acolhimento é da responsabilidade dos jovens estrangeiros, que poderão vir em autocarro próprio. Se vierem de avião, a deslocação do aeroporto até à paróquia é também da sua responsabilidade. As Equipas de Acolhimento Local podem indicar possíveis soluções e facultar contactos. Se tiverem capacidade para assumir estas deslocações, as paróquias são livres de o fazer, sem obrigação. 

E depois dos DnD?

Aplica-se o mesmo critério em relação à deslocação para a paróquia de acolhimento na JMJ (Santarém, Lisboa ou Setúbal). 

E as deslocações durante os DnD?

As deslocações que decorram do programa de acolhimento local são da responsabilidade da Paróquia de Acolhimento. Se um grupo solicitar uma visita por iniciativa própria, esses custos devem ser acertados com o grupo.

PROGRAMA

O que é que os jovens estrangeiros vão fazer nestes dias?

Cada Paróquia de Acolhimento cria um programa para os dias em que os jovens estiverem na paróquia. O programa não deve ser intenso, nem extenso e deve contemplar também momentos livres. Devem ser propostas experiências de partilha espiritual, humana, cultural, vocacional e missionária sempre que possível em interação com a comunidade.

O programa diário para os Dias nas Dioceses é preparado pela diocese, pela vigararia ou pelas paróquias?

O programa deve ser definido pela Paróquia de Acolhimento. O COD disponibilizará um programa-tipo, com diferentes propostas que cada paróquia pode usar como base, adaptando à sua realidade e aos seus recursos.

As atividades para os jovens nas pré-jornadas serão só na Paróquia de Acolhimento ou vai acontecer alguma proposta diocesana?

O COD está a analisar a hipótese de haver um encontro diocesano. Esta proposta vai depender do número de jovens estrangeiros que ficarão na nossa diocese.

Podem realizar-se propostas entre paróquias ou vigararias?

Esta é uma decisão que cabe à Equipa de Acolhimento Local de cada paróquia. Não podem esquecer-se que, nestes casos, é necessário garantir as respetivas deslocações.

Vai haver uma peregrinação ao Santuário de Fátima?

É normal que os jovens estrangeiros que fiquem na nossa diocese tenham muita vontade de ir a Fátima. O Santuário de Fátima estará preparado para os receber. O COD está a avaliar a melhor forma de propor uma peregrinação para os jovens estrangeiros e as Paróquias de Acolhimento, sabendo que teremos algumas dificuldades para que tal aconteça num modelo diocesano. O COD dará indicações quando fizer a proposta de programa.

Está previsto um dia que os jovens venham a passar com as Famílias de Acolhimento?

Cabe à Paróquia de Acolhimento decidir se pretende propor às Famílias que passem um dia completo com os jovens, mas a experiência de outras Jornadas mostra que sempre que isso aconteceu foi um momento muito especial tanto para os jovens como para as Famílias. Pode propor-se, também neste dia, por exemplo, a celebração da Eucaristia em comunidade e um convívio na paróquia.

REFEIÇÕES

Como serão as refeições?

As refeições são da responsabilidade da Paróquia de Acolhimento, que pode decidir formar uma equipa que assegure este serviço durante os DnD, pedir as refeições numa IPSS local ou outra solução que considere mais adequada. Para os jovens que ficam alojados em Famílias de Acolhimento é necessário que a paróquia apenas assegure o almoço, o jantar e o lanche. Para os jovens alojados em Espaços Coletivos, é também necessário assegurar o pequeno-almoço. Qualquer refeição pode ser volante, mas deve ser consistente.

SEGURO

Haverá um seguro para os jovens a participar nos Dias nas Dioceses?

Ao contrário do que estava previsto, e do que acontece na semana da Jornada Mundial da Juventude, a inscrição nos Dias nas Dioceses não prevê um seguro. Por esta razão, os grupos de jovens estrangeiros são sensibilizados para fazerem um seguro antes de viajarem para o nosso país.

CUSTOS

Que despesas terão as Paróquias de Acolhimento?

As paróquias devem garantir o alojamento dos jovens que não fiquem em famílias, mais a alimentação de todo o grupo durante os vários dias. Devem procurar parcerias/donativos para custear estas despesas.

Os jovens estrangeiros pagam alguma coisa?

Sim, cada jovem pagará um valor pela inscrição nos DnD que cobrirá uma pequena parte das despesas (valor ainda por definir pela Santa Sé).

Comité Organizador Diocesano JMJ
Seminário Diocesano de Leiria
Largo Padre Carvalho
2414-011 Leiria
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram