Calendário-Marcador


À semelhança do ano passado, o SDPJ está a imprimir calendário em forma de marcador. Dão jeito para saber em que página é que estamos no nosso livro de cabeceira e, ao mesmo, vai-nos lembrando das actividades do SDPJ.
Quem estiver interessado em tê-los para si e para mais jovens que conheça, pode levantá-los na portaria do seminário e pedir para nós enviarmos por correio.
Em alternativa, deixamos o ficheiro em formato .pdf que podem descarregar. Está preparado para imprimir cinco marcadores numa folha tamanho A4.
Fazer download do marcador

Agenda 07/08

O SDPJ já tem o próximo ano planeado. Para saber quais as actividades que temos planeadas, consulta a nossa agenda. Atenção que, durante o ano poderá haver alterações e informações mais pormenorizadas…

Aqui fica a listagem cronológica:
Outubro, 26, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Novembro, 16, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Ourém)
Novembro, 30, Sexta-feira: Shemá / Vigília (Vigararia Leiria)
Dezembro, 14, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Colmeias)
Dezembro, 28, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Dezembro, 28 – Janeiro, 1: Encontro Europeu de Taizé
Janeiro, 18, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Milagres)
Janeiro, 25, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Fevereiro, 9 e 10: Retiro quaresmal de jovens
Fevereiro, 22, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Fevereiro, 29, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Batalha)
Março, 8, Sábado: Peregrinação Diocesana Jovem
Março, 9, Domingo: Peregrinação Diocesana
Março, 15 a 24: Peregrinação a Taizé (CAES)
Março, 28, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Abril, 11, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Porto de Mós)
Abril, 18, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Marinha Grande)
Abril, 25, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Maio, 23, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Monte Real)
Maio, 25, Domingo: Festival da Canção Jovem
Maio, 30, Sexta-feira: Shemá – Encontro de Oração Jovem
Junho, 6, Sexta-feira: Vigília de Oração para jovens e adolescentes (Vigararia Fátima)
Julho: Jornada Mundial da Juventude, Sidney

Crónica de um Festival que marca a diferença

Chegou o verão, e com ele, inúmeros Festivais nos mais diversos pontos do país, levando muitos jovens a acorrer a estes pelo cartaz, pelo convívio, por divertimento, ocupando desta forma as suas férias. E foi com este espírito que o Departamento da Pastoral Juvenil da Guarda em conjunto com a Banda Jota, Grupo de música católica da diocese da Guarda, organizaram o Festival Jota 2007, primeiro festival inteiramente dedicado à música e fé cristã, festival este que decorreu nos dias 20, 21 e 22 de Julho no Santuário de Nossa Senhora das Dores – Paúl – Covilhã, em plena Serra da Estrela. Uma pequena comitiva do Grupo de Jovens de Carvide teve o grande prazer de estar entre os cerca de 700 festivaleiros e conta-te tudo neste artigo.

O desafio foi-nos colocado no Fátima Jovem, quando um grupo da Guarda distribuía pela multidão presente naquele evento cartazes anunciando a organização de um Festival que pretendia marcar a diferença de todos os outros festivais de verão. A ideia de um festival diferente, recheado de música de inspiração cristã, e que juntava ainda oração, reflexão, desportos radicais e muito mais no mesmo espaço gerou entre nós uma enorme curiosidade e vontade de experimentar, pelo que cedo começámos a nos movimentar no sentido de conseguir estar presente neste evento, conseguíssemos nós levar mais ou menos gente da Diocese de Leiria. E foi assim com enorme espectactiva e curiosidade que no dia 20 nos fizemos à estrada rumo ao Paúl – Serra da Estrela.

Chegados ao local, já muita gente havia chegado, e outra tanta iria ainda chegar. Após uma breve e simpática apresentação sobre como iria decorrer o festival, tempo era de rapidamente montarmos as nossas tendas, para podermos logo de seguida desfrutar de todo o rico programa que o festival tinha para nos oferecer.

Para a abertura, a organização brindou-nos com uma grande cerimónia de abertura, em que não faltou um grande espectáculo de percussões, ginástica ao mais alto nível, e dança de hip hop, isto antes do primeiro concerto, que seria dado pelos anfitriões Banda Jota, que souberam animar e dar calor aquele início de noite. E foi com muita música feita e interpretada por bandas de grande qualidade que passámos o resto da noite de Sexta, Sábado e tarde de Domingo, descobrindo que também na música de inspiração cristã é possível encontrar todo o tipo de musica até mesmo Rock clássico ou progressivo ou Hip Hop, mostrando assim que Deus está mesmo em toda a parte, até mesmo nos estilos musicais em que nunca nos passaria pela cabeça ser possível louvá-lo.

E como se não bastasse o bom ambiente que se vivia de noite ao som destes grandes concertos, também ao longo do dia o programa oferecia-nos uma grande diversidade de escolha. Desde as catequeses, onde havia possibilidade de aprofundar mais um pouco da nossa fé a partir de exemplos práticos do dia a dia até ao passeio pela Serra da Estrela ou ainda work shop’s de instrumentos musicais, Artes Marciais, dança contemporânea, desportos radicais, cavalos e cinotecnia e muito mais.

Passámos um fim-de-semana inesquecível, e é já com um misto de saudade e alegria que recordamos hoje o Paúl. E tal como o disse D. Manuel Felício, Bispo da Diocese da Guarda aquando da celebração da Eucaristia de encerramento, regressámos às nossas casas mais fortes na nossa fé, porque afinal este Festival Jota é a prova concreta que quando Deus sonha e o homem se propõe tornar o sonho d’Ele real, tudo pode acontecer. Até mesmo um festival de verão com inspiração cristã.

Tudo o que vivemos neste Festival Jota foi demasiado grande para poder caber nesta crónica. Se no entanto ficaste curioso sobre o que foi este Festival Jota, e quiseres mais informações, passa pelo site www.festivaljota.com. O site ainda está on-line.

O Grupo de Jovens de Carvide não poderia no entanto terminar esta crónica sem antes dar os Parabéns a toda a organização do Festival Jota e a todos quantos colaboraram para tornar este sonho de Deus realidade, e tal como o P. Jorge nos pediu, não nos esqueceremos também de agradecer a Deus por ter sonhos tão grandes para nós.

Marco Silva

"Razões da Esperança" para jovens

O SDPJ de Leiria juntou-se a outros organismos diocesanos (Centro de Formação e Cultura e Secretariado da Catequese) para fazer uma nova proposta de formação para agentes da pastoral e interessados.

É um curso/escola a que foi dado o sugestivo nome de “Razões da Esperança”.

Razões da Esperança
tem a duração de três anos: as várias matérias estão organizadas por semestres.
Decorre no Seminário de Leiria, com um ritmo quinzenal, às terças-feiras, das 21h00 às 23h00.
21h00 às 21h50: matérias comuns.
22h00 às 23h00: formação específica para catequistas, cursistas, agentes litúrgicos, etc.

Da parte do SDPJ estamos a pensar em direccionar a 2ª hora para a formação de animadores ou propostas similares.

Para já, convido-vos a ler mais informação sobre o assunto, tanto no sítio do Centro de Formação e Cultura (CFC) como no sítio do Secretariado da Catequese:
• Apresentação geral
• Descrição e programa
• Disciplinas correntes
• Funcionamento e disciplinas
• Disciplinas da 1ª hora
• Matrículas
• Descarregar ficha

GPS: itinerários para jovens

GPS é um itinerário de Fé para jovens dos 16 aos 20.
Com a duração de três anos, este projecto pretende, sobretudo, ajudar os grupos de jovens a assumirem a sua Iniciação Cristã.
Os conteúdos adquirem-se através de experiências concretas. As propostas apresentadas têm em consideração o ciclo evolutivo do grupo, que é considerado como “laboratório” da Fé.
A oração é privilegiada, bem como a pertença à comunidade eclesial.
Prevê uma reunião semanal e actividades complementares.
Os conteúdos têm em vista as competências básicas do crente do Séc XXI.

[+] ver texto completo

Festival de Verão promete animar os jovens na Serra da Estrela

No Verão proliferam os festivais de música que aliam às férias, o descanso, algumas propostas radicais para ocupar os dias e música, é claro, para animar as noites.

Pois é esta precisamente a ideia da Pastoral Juvenil da Guarda. “Há muitas propostas de música alternativas, de rock para os jovens do nosso país, nós queremos propor música cristã”.

Agendado para os dias 20, 21 e 22 de Julho, na Serra da Estrela, perto da Covilhã. “Prometemos ter os melhores grupos portugueses, muitas actividades radicais e desportivas, mas também alguns momentos de oração”, tudo com banhos à mistura, “ou não estivéssemos na Serra da Estrela em pleno Verão”.

Haverá também um espaço reservado para concertos amadores. Para a noite, estarão reservados os grandes concertos. Três concertos agendados para o primeiro dia e quatro concertos para Sábado. Para Domingo, “terminamos da parte da tarde e está prevista a celebração eucarística e mais dois concertos de encerramento”, explica o Padre Jorge Castela. O Bispo presente será D. Manuel Felício, Bispo da Guarda.

Muitos já se quiseram associar a esta ideia inédita. A Pastoral Juvenil conta já com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, do Instituto Português da Juventude, e do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil uma vez que “não se trata de um convite dirigido apenas aos jovens do distrito da Guarda, mas para todos a nível nacional”, garante o responsável pela Pastoral Juvenil da Guarda.

O Padre Jorge Castela é também vocalista da Banda Jota, por isso as “dificuldades que existem no nosso país para este género música”. Mas regista que noutros países vai havendo uma abertura “e está na altura de promover aquilo que existe de bom em Portugal”, aponta. Confirmados estão já os Kyrios, Terceira Margem, Banda Jota, Sopro do Espírito, entre outros. O mercado reservado para este género musical “é restrito. Quem procura são cristãos, que conhecem os concertos”, explica, acrescentando que “não há grandes apoios nem de rádios católicas”.

No fundo, “vamos de encontro àquilo que os jovens gostam, dando-lhes uma mensagem católica e cristã”, explica. Dentro da diocese “sabemos já que há muitos jovens interessados”. Para que o Festival tenha “força é preciso de facto haver muita participação”. Mas não “temos um número mínimo a atingir”, sublinha o Pe. Jorge Castela, garantindo antes que se pretendem preparar para a eventualidade de terem 300 ou 500 ou até mesmo 1000 participantes.

“A música que faz a diferença” vai ser uma forma de passar três dias de férias, com muita música e mais alguns ingredientes.

Antes ainda do Festival de Verão, a Pastoral Juvenil da Guarda arregaça mangas para o Dia Diocesano da Juventude, marcado para o próximo dia 21, em plena cidade da Covilhã. “Vamos mostrar aos jovens e à população em geral, a alegria de se ser cristão”, sublinha. Por isso vão estar nas ruas da cidade onde vão organizar uma caminhada. Está também agendada Eucaristia presidida pelo Bispo da Guarda, D. Manuel Felício.

Nesse dia pretendem ocupar as igrejas da cidade com ateliers de reflexão. O tema do dia é “Ser mais” e os ateliers vão de encontro a ser mais “no café, na sexualidade, na família, nos desencontros, na diferença e no caminho”. Os jovens são convidados a estas reflexões no período da tarde deste dia, mas também “todos aqueles que se quiserem juntar”, por isso mesmo estarão no meio da cidade. Para as reflexões contam com orientadores específicos, alguns especialistas nas áreas e professores na Universidade da Beira Interior.

Para finalizar o dia um espectáculo onde vão actuar diversos grupos inscritos com o objectivo de apresentar ou músicas ou encenações, finalizando com a Banda Jota.

Todos os anos os jovens se congregam em torno desta iniciativa. “Quisemos separar este dia do Dia Mundial da Juventude, para que nas paróquias eles se possam organizar”. Este dia está marcado para a diocese.

Festival Musical On-line


Já abriram as votações do festival musical on-line “Louvai ao Senhor”.
Agora já podes votar na tua música preferida!
Contamos com o teu voto.

Carrega aqui para votar na tua música preferida!

Nota: Apenas podes votar uma vez por dia na tua música preferida.
Ao votares terás acesso imediato aos resultados da votação até ao momento.


Os tocadores de trombeta e os cantores, unidos, entoavam em coro o louvor do SENHOR. Quando as trombetas, os címbalos e os outros instrumentos de música tocavam, eles cantavam: «Louvai ao SENHOR porque Ele é bom, e é eterno o seu amor!» Então, o templo do SENHOR encheu-se de uma espessa nuvem, de tal modo que os sacerdotes não podiam permanecer dentro dele para exercer as suas funções, por causa da nuvem, porque a glória do SENHOR enchia a casa de Deus.

2 Cr 5, 13-14

O portal Cristo Jovem e a XTOfm estão a organizar um festival musical on-line destinado a todos os jovens católicos portugueses.

Ver mais informações no Portal Cristo Jovem

Encontro de Jovens da Vigararia dos Milagres

«Excêntricos por um dia»


Data:
26 de Maio
Local: Soutos (da Caranguejeira)

Horários:
Início: 15.30h
Fim: 21.30h

Amigos, será já no próximo dia 26 de Maio que decorrerá nos Soutos da Caranguejeira o Encontro Vicarial de Jovens (da Vigararia dos Milagres).
Terá como tema «Excêntricos por um dia». Pretende ajudar ao conhecimento, reflexão e partilha entre os jovens da Vigararia dos Milagres (Amor, Arrabal, Bidoeira, Boa Vista, Caranguejeira, Milagres, Regueira de Pontes, Santa Eufémia).

Devem levar:

  • jantar
  • roupa prática (para uma pequena caminhada)
  • instrumentos musicais
  • boa disposição…
Para mais informações, informa-te junto do teu Pároco.

Vem e trás um amigo… Contamos contigo…

Fátima Jovem 2007: O desafio de renunciarmos a nós mesmos para pegarmos na nossa Cruz

Decorreu no passado fim-de-semana de 5 e 6 de Maio 2007 mais uma edição do Fátima Jovem, à qual como já tem vindo a ser hábito, milhares de jovens de todas as dioceses, entre os quais, cerca de cinquenta jovens da diocese de Leiria Fátima, se juntaram para descobrir o desafio de renunciar a si mesmo e pegar na sua Cruz.

Uma hora antes do encontro começar, já eram muitos os jovens que se concentravam junto do Centro Pastoral Paulo VI, aguardando a abertura das portas. De todos os cantos ouviam-se diversas vozes gritando bem alto os nomes das suas dioceses, levando a que, num saudável clima de convívio e fraternidade, logo de seguida outro grupo de outra diocese se metesse também ao desafio a gritar o nome da sua diocese ainda mais alto. E, apesar de sermos poucos, também nós do Grupo de Jovens e catequeses da Paróquia de Carvide, unidos aos movimentos juvenis de Fonte Cova, paróquia de Monte Redondo, fizemos chegar bem alto o nome da nossa diocese, fazendo frente aos mais variados grupos muito mais numerosos e que, rendendo-se à nossa força, gritavam também por Leiria, para além de gritar pelas suas próprias dioceses Braga, Porto, Aveiro etc. Assim, rapidamente se criou um clima muito saudável de união e fraternidade entre os jovens presentes, clima este que continuou dentro de um Auditório Paulo VI a rebentar pelas costuras.

E foi neste ambiente de festa que, todos unidos, saudámos Maria numa oração em que, entre cânticos, oração e meditação, fomos sendo convidados a renunciar a tudo o que nos separa de Deus, para tomarmos a nossa Cruz e segui-lo. E porque a Cruz era de facto o grande desafio de todo este fim-de-semana, o ponto alto deste momento de oração e de festa estava mesmo reservado para a entrada da Cruz Ecuménica, que vem desafiar todos os Cristãos a viver a sua fé sempre unidos.

E depois de um bom jantar e momento de convívio entre os nossos grupos, chegou o momento de voltarmos ao Santuário para assistirmos e participarmos na oração do Rosário e procissão das velas, preparando-nos em espírito para a vigília que viria a seguir.

Apesar da hora já tardia, o Auditório voltou a encher e mais uma vez, foi a boa vontade de toda a gente presente que fez com que todos coubéssemos no Auditório Paulo VI para a Vigília de oração, em que tivemos oportunidade de aprofundar o valor e a riqueza do Ecumenismo. Já num ambiente mais sereno, mas não menos festivo, entre cânticos, representações teatrais e interpelações dirigidas a toda a assembleia presente, fomos conhecendo melhor o que no passado levou à separação dos vários cristãos, que, se no passado, chegaram mesmo a viver de costas voltadas, hoje voltam a viver numa união cada vez mais forte em torno de Jesus Cristo. E foi ao som do Hino deste Fátima Jovem, “Toma a tua Cruz e segue-me”, que já depois da meia-noite abandonámos o Auditório Paulo VI, com o desafio de nos unirmos a todos os Cristãos na vivência da nossa fé, e assim, cativarmos outros que ainda não conhecem Jesus a juntarem-se a nós.

Para finalizar esta nossa Peregrinação, nada melhor do que nos juntarmos Domingo a todo um conjunto de peregrinos vindos de toda a parte para a missa Dominical presidida por D. Ilídio Pinto Leandro, Bispo da Diocese de Viseu. Ali, no Altar do Mundo, voltámos mais uma vez a ser desafiados para renunciarmos a tudo o que nos afasta de Deus, para tomarmos de vez a nossa Cruz. Eram muitos os jovens que enchiam as escadarias do Santuário, que com ânimo e vida receberam as palavras de encorajamento de D. Ilídio, mostrando assim a todos que a nossa fé está viva e que estamos prontos a agarrar a nossa Cruz. E foi na Acção de Graças que colocámos as nossas bandeiras, vindas das várias dioceses ali representadas por movimentos de jovens, frente ao Altar, enchendo assim o Altar do Mundo de cor e ouviu-se a voz dos jovens entoar uma última vez o Hino desta Peregrinação, enquanto dávamos um nó nos nossos lenços brancos, formando assim o nosso compromisso com Deus para o nosso envio. Alguns foram ainda mais longe, atando o seu lenço ao lenço do vizinho do lado, formando assim uma corrente de união que simboliza bem o espírito de união com que todos nós saímos deste encontro. Para finalizar, as nossas bandeiras, entre as quais, graças à iniciativa da Paróquia de Monte Redondo, estava a bandeira de Leiria-Fátima, acompanharam no cortejo final a imagem de Nossa Senhora de volta à Capelinha das Aparições, enquanto todos nós acenávamos com o nosso lenço em sinal de despedida de uma Peregrinação, que certamente ficará ainda por muito tempo nos nossos corações.

Assim terminou mais uma edição do Fátima Jovem, que mais uma vez, mostrou que a juventude continua a saber viver em Igreja. A todos os jovens que nos acompanharam, especialmente aos da diocese de Leiria-Fátima, o nosso muito obrigado por fazerem deste encontro, um encontro de festa, de oração e de reencontro com Deus. Até para o ano.

Marco Silva
(Grupo de Jovens Íris – Paróquia de Carvide)

Fátima Jovem 2007, a festa dos jovens católicos

Decorreu este fim-de-semana a peregrinação anual dos jovens ao Santuário de Fátima. Esta peregrinação é o maior encontro de jovens a nível nacional, tendo reunido este ano aproximadamente 10.000 jovens vindos de todo o país.
O tema deste ano, “Renuncia a ti mesmo, toma a tua cruz”, possuía um sentido claramente vocacional segundo as palavras de D. Ilídio Leandro, bispo de Viseu, que presidiu a este Fátima Jovem.
Durante a tarde de Sábado, a alegria e enorme entusiasmo dos jovens encheram por completo o auditório do centro pastoral Paulo VI que foi pequeno para acolher todos os jovens. Ai teve lugar o acolhimento, Oração Mariana, Oração de renúncia e a Chegada da Cruz ecuménica ao local. Durante a noite, depois do habitual Rosário e procissão das vela, teve lugar uma vigília ecuménica no Auditório do Paulo VI.
Domingo foi a invasão total do Santuário por parte dos jovens. Milhares de jovens encheram de cor e alegria as escadarias do santuário mostrando a todos a força e a vitalidade de uma Igreja que está a renascer aos poucos, sendo que o momento mais marcante da Eucaristia foi o momento do envio em que os jovens cantaram o hino do Fátima Jovem erguendo os lenços brancos distribuídos pela organização.

Serviço Diocesano de Pastoral Juvenil