Documento Final do Conselho Nacional de Pastoral Juvenil

Nos dias 22 e 23 de junho de 2012 reuniram, na casa N.ª Sr.ª das Dores, em Fátima, os representantes dos serviços diocesanos da pastoral juvenil, das congregações e movimentos com expressão juvenil, com o tema Comunicaç@o e’ Evangelização.

Estiveram presentes os secretariados das dioceses de Algarve, Angra do Heroísmo, Aveiro, Braga, Bragança-Miranda, Coimbra, Guarda, Lamego, Leiria-Fátima, Lisboa, Porto, Santarém, Vila Real e Viseu, Ordinariato Castrense de Portugal/Diocese das Forças Armadas e de Segurança, SNEC – Escola e representantes das congregações e movimentos com expressão juvenil, nomeadamente, CNE, Equipas Jovens de Nª. Senhora, Fraternidade Missionária Verbum Dei, Juventude Hospitaleira, Movimento Juvenil Salesiano, Jovens MIC, Instituição Teresiana, Instituto Secular Cooperadoras da Família – Juventude Blasiana, Movimento dos Jovens Cristãos da Madeira, Juventude Mariana Vicentina, Irmãs da Apresentação de Maria, Jovens Sem Fronteiras, Jovens Missio Combonianos, Irmãs Servas da Santa Igreja, Movimento Teresiano do Apostolado, Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, Movimento Giofrater, Irmãs missionárias combonianas, num encontro conduzido pelo departamento nacional da pastoral juvenil (DNPJ), e que contou também, no sábado, com a presença de D. Ilídio Leandro, vogal da comissão episcopal do laicado e família (CELF).

Os trabalhos tiveram início às 21h30 com a apresentação breve de cada serviço diocesano, congregação e movimento seguindo-se a conferência: Comunicação e Evangelização proferida pelo Cón. João Aguiar Campos, presidente do conselho de gerência do Grupo r/com – renascença comunicação multimédia, e diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais da Igreja.

Das múltiplas reflexões e caminhos apontados, o Cón. João Aguiar salientou: “A Igreja comete um pecado grave se não aproveitar e utilizar todos os meios disponíveis para anunciar a sua Mensagem, o anúncio da pessoa de Jesus”.

Segundo o administrador da Renascença, o testemunho pessoal continua a ser a melhor comunicação, no entanto, a técnica e os novos meios também devem ser utilizados para comunicar o Senhor Jesus. E para que esta comunicação seja eficaz e acessível a todos, o Cón. João Aguiar alertou para o problema da linguagem utilizada dado que “hoje, os destinatários vivem numa abundância de informação e urge distinguir e identificar o verdadeiro conhecimento e sabedoria”. Este discernimento é uma das tarefas mais urgentes da Igreja, pois é necessário educar as pessoas para o uso da comunicação social, isto é, conhecer a sua lógica de funcionamento, os interesses envolvidos, a hierarquização e critérios de notícia, e em particular promover a reflexão sobre o antagonismo entre a cultura contemporânea da pressa e a cultura da profundidade. Na perspetiva do Cón. João Aguiar este discernimento dirige-se não só aos profissionais dos media, mas também ao público geral, pois hoje o acesso à cultura digital permite que todos sejam produtores de conteúdos.

E como produtores de conteúdos, o diretor da Renascença convidou-nos a fixar o olhar no “jornalista Jesus, o verdadeiro e perfeito comunicador pois a Sua intenção foi sempre a de fazer-se compreender. E para o conseguir Jesus considerava sempre o tempo e o contexto, os lugares e em particular a diversidade dos seus destinatários, as pessoas”. Com o exemplo de Jesus, animou-nos a ter a mesma atitude dialogante e a gostar das perguntas. Perguntas que fazemos aos outros, perguntas que nos fazem, e também as perguntas que fazemos a nós mesmos, tais como: “Que atitude temos? Passiva ou dialogante? Que proximidade cultivamos? Que reflexão estimulamos? Que escuta praticamos? Que testemunho damos de Jesus? Temos medo que a nossa mensagem seja uma Pessoa? Estamos verdadeiramente apaixonados por Cristo?”.

O Cón. João Aguiar terminou a sua participação no Conselho Nacional da Pastoral Juvenil convidando os presentes a entrar no mundo da comunicação, a apaixonarmo-nos por Jesus e falar d’Ele.

A este anúncio público exortou-nos também o Pe. Eduardo Novo, diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ), concluindo este primeiro dia do Conselho dizendo: “Que cada um possa comunicar a sua experiência de Deus”. Assim como fez o Cón. João Aguiar que começou pela comunicação e chegou à comunhão com todos os participantes e intervenientes na Pastoral Juvenil.

O dia terminou com a oração de completas e com o Ágape cristão (partilha gastronómica típica de cada região).

Com a oração de Laudes iniciaram-se os trabalhos de sábado. Estimulados e motivados pela presença de D. Ilídio Leandro, membro da CELF, que partilhou uma pequena reflexão onde evocou o Concílio Vaticano II, um facto histórico que é, ainda hoje, um grande acontecimento pois continua a modelar e a orientar a Igreja de hoje. “O Vaticano II é, na Igreja dos tempos modernos um acontecimento que delimita um “antes” e um “depois”, ainda que sem ruptura e orientando para uma permanente continuidade”.

Um novo Pentecostes para a Igreja. “O Vaticano II é a construção de um novo modelo e paradigma eclesiológico de relação da Igreja com ela mesma e com o mundo, dando as bases, referências e metodologia da Nova Evangelização que, mais tarde, João Paulo II haveria de assumir como Projecto e propor como Processo Pastoral. Esta Nova Evangelização consiste em dar corpo à Igreja desenhada pelo Vaticano II. Nova Evangelização que é feita com pequenas coisas como a Pastoral Juvenil. O concilio consagrou uma palavra: participação como a forma de ser, de estar e de viver de todos os membros desse mesmo Povo de Deus”.

Como fazer a recepção do Vaticano II na Pastoral Juvenil: fazer com que os jovens se sintam povo de Deus enviados em missão. Ajudá-los a ter consciência que no cristianismo existe uma chave de leitura de toda a pessoa humana que se chama Jesus Cristo – fonte de verdade, de beleza, de bondade e caminho de vida e de esperança. Ajudá-los a dizer Deus, sem medo, porque Deus não tira nada mas dá tudo e dizer Deus como Pai e Criador, como Filho e Salvador, como Espírito Santo e Santificador.

Somos chamados a ajudar os jovens a acreditar na vida, na sociedade, no futuro e, sobretudo, convidá-los e motivá-los a serem agentes na sua transformação e na sua construção. Pode acontecer que o ficarem de fora de tantas coisas (emprego, política, responsabilidades, decisões…), os faça desacreditar de tudo isso: vida, sociedade e futuro… Estaríamos a perder – Igreja e Sociedade – um contributo indispensável e essencial. A Pastoral Juvenil pode ser um ótimo “laboratório de participação”…Eles devem aparecer a acreditar que são agentes do presente e do futuro no mundo e na Igreja. (ver conferência em anexo)

Baseado no projeto do plano pastoral do DNPJ para 2012-2015, com o tema central “Firmes na Fé, Alegres na Esperança e Generosos na Caridade”, foi traçado o plano pastoral 2012-2013 com o tema “Ide e fazei discípulos de todos os povos” (Mt 28,19) e agendadas as respetivas atividades.

Assim, em 2012

1) Festival Jota 2012, a realizar este ano em Braga, de 20 a 22 de Julho (uma actividade acarinhada pelo DNPJ) Este festival será realizado este ano em meio urbano, será no Estádio 1º de Maio. “As bandas são extraordinárias”. É importante fazer divulgação nas dioceses. O preço de inscrição será de 25€ e o alojamento é em regime de acampamento.

2) Jornadas Nacionais da Pastoral Juvenil dias 19 a 20 de Outubro 2012, a coincidir com o CNPJ. Destina-se a todos os animadores juvenis e responsáveis da pastoral juvenil, terá como tema: “Fé e Nova Evangelização” “Ide e fazei discípulos”. O conferencista convidado é Pe. Riccardo Tonelli (SDB), de reconhecida experiência e especialista em Pastoral Juvenil e Educação. Nesta linha, alinhavou-se o programa o qual se partilha:

Sexta-feira, dia 19, iniciar-se-ão os trabalhos com a apresentação da análise swot realizada em Fevereiro último (salientou-se que quem ainda não o tivesse feito por escrito o fizesse com a maior celeridade possível) pelo Dr. Alfredo Teixeira (a confirmar), seguida da primeira intervenção do Pe. Tonelli. Sábado: privilegiar-se-á como momento forte de encontro e oração a Eucaristia às 9h30, um segundo momento ás 10h30 com conferência. Às 12h30 Almoço, 14h30 trabalho de grupo, 16h00 3ª conferência, 17h30 encerramento e envio.

Durante as jornadas haverá um mural onde todos são convidado a partilhar e a expressar a sua identidade carismática. Para colaboração, acordou-se um preço de inscrição de 5€ e o alojamento e alimentação ficarão a cargo de cada participante.

3) XIV FEJ a realizar no Porto no dia 10 de Novembro de 2012, com o tema “Valoriza a juventude que há em ti!” (Tim. 4,12) com o seguinte programa: 10h00 acolhimento; 11h00 celebração; 12h00 workshops “Análise da realidade” para perceber o tempo presente; 13h30 almoço partilhado; 15h00 8 grupos “caminhos de esperança”, Plenário; 16h30 celebração de envio;

4) IX Festival Nacional Jovem da Canção Mensagem, com o Tema “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl 4,4) e “Ide e fazei discípulos de todos os povos” (Mt 28, 19) realizar-se-á num só dia, 1 de Dezembro de 2012.

Acordou-se que a data de entrega das músicas será até ao dia 1 de Novembro, este ano a canção participante deverá fazer-se acompanhar de um vídeoclip de apresentação do grupo. Dialogou-se sobre o custo do bilhete de ingresso de 2 € e cada diocese terá direito a 100 bilhetes. Posto isto, aproveitando a presença de todos, foi realizado o sorteio de apresentação das músicas que determinou esta ordem: 1- Viseu, 2- Santarém, 3-Guarda, 4-Algarve, 5-Leiria,6- Funchal, 7-Lamego, 8-Coimbra, 9-Lisboa,10-Ordinariato Castrense, 11-Viana castelo, 12-Portalegre, 13-Braga, 14-Beja, 15-Setúbal, 16-Bragança-Miranda, 17-Angra, 18-Évora, 19-Vila real, 20-Porto, 21-Aveiro. Tendo-se estabelecido um só dia para o Festival, elaboramos a fita do tempo para o mesmo: 9:30h, Acolhimento no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, durante o dia decorrerá o chek sound e instigando que o Festival não é competição mas meio privilegiado de Evangelização pela arte, decorrerão também workshops. O Festival propriamente dito terá início às 20:00h, terá uma primeira parte de apresentação das músicas, na segunda parte será cantado em uníssono por todos os grupos o Hino das JMJ Rio 2013 e três músicas conhecidas e que terão sido ensaiadas durante a tarde, ressalvando o valor do Festival, como dinâmica de Evangelização esbatendo a competição.

Em 2013

1) Datas do CNPJ: 11 de 12 Janeiro de 2013 e 12 e 13 Abril de 2013. O de Setembro a coincidir com o I Simpósio Ibérico da Pastoral Juvenil.

2) O DNPJ querendo reunir sinergias e em diálogo com todos os intervenientes que trabalham no campo da pastoral juvenil e concretamente neste caso, com a Paulus editora, terá ao longo do ano o YOUTRAVEL: Peregrinação e visita a todas as dioceses e seus animadores juvenis com vista à formação permanente e proximidade com todos os animadores juvenis. Acompanhados da Cruz entregue por João Paulo II aos jovens europeus, e como tema “ Ide e fazei discípulos” este YOUTRAVEL visa: a proximidade, a união e comunhão; em articulação com a igreja local, incentivar a participação e caminhada de cada jovem ajudando-os a descobrir o seu papel e missão na Igreja e no mundo; um momento de formação de Pastoral juvenil e Nova Evangelização tendo como instrumentos o Youcat “catecismo” e Youcat “livro de orações” divulgando também a agenda jovem, oferecendo a todos os agentes da pastoral juvenil propostas concretas para uma fé esclarecida e esclarecedora; partilhar experiências e fazer circular as novas ideias; reforçar o Itinerário Rumo ao Rio disponibilizando informação sobre a JMJ; pretende também contribuir para a elaboração da base de dados das casas de retiro existentes nas várias dioceses. Irá ser enviada uma carta a cada diocese e seu responsável expondo esta iniciativa.

3) Fátima Jovem 2013 – 4 e 5 de Maio de 2013

4) JMJ Rio 2013 de 23 a 28 de Julho de 2013

Rumo à JMJ 2013. Atentos aos sinais dos tempos traçou-se o Itinerário Catequético para a JMJ de 2013, um itinerário para ser utilizado por todos os jovens, e não apenas para aqueles que participam fisicamente na JMJ no Rio de Janeiro. As catequeses terão por base temas da atualidade (credo, sacramentos, a oração do pai nosso…) focados no testemunho de vida dos patronos da JMJ Rio 2013. Para que possam estar acessíveis a todos, e, utilizando as novas plataformas de comunicação, serão divulgadas em formato digital, uma por mês e estarão disponíveis no site do DNPJ (www.dnpj.pt) e no site da agência ecclesia (www.agencia.ecclesia.pt)

No vínculo da Fé, e fomentando a unidade, na nossa comunidade cristã e em intimidade com cristo, programou-se um forte momento de encontro pessoal e comunitário nesta experiência de Deus em Cristo, todas as segundas sextas-feiras de cada mês rezaremos pelas JMJ.

Cada diocese foi convidada, na unidade com toda a Igreja, a preparar um encontro durante a JMJ 2013 para aqueles jovens que não participam fisicamente da Jornada.

Não tendo ainda reunido todas as informações e dados económicos de participação na JM adiantou-se um valor hipotético de 1500€ para a realização de pré – inscrições.

Insistiu-se que as inscrições oficiais deverão ser feitas no DNPJ, a viagem, com mais e melhores dados, será discutida numa próxima reunião.

O DNPJ, em diálogo com o comité organizador local do Rio, propõe pensar um encontro de lusófonos. 

From Fátima to Rio” é um projeto para jovens europeus que surgiu do diálogo com a empresa PHTO Travel Consulting. A ideia resulta do facto de nas Jornadas Mundiais da Juventude 2011 um significativo número de jovens se ter deslocado ao Santuário de Fátima para aí iniciar a sua Peregrinação. Inspirados nesta dinâmica propomos aos jovens europeus que se vão deslocar ao Rio, começar esta peregrinação em Fátima, independentemente da sua origem, assegurando-lhe 24 horas em Fátima sem pagar mais por isso. É uma clara oportunidade para a Igreja de Portugal e para a Pastoral Juvenil contribuir para afirmar as Jornadas Mundiais da Juventude como veículo fundamental para a Nova Evangelização, e estimular ao poder de organização que Portugal tem, na organização de eventos de cariz internacional.

5) I Simpósio Ibérico da Pastoral Juvenil de 20 a 22 de Setembro.

Os trabalhos encerraram, com as palavras do Pe. Eduardo Novo que após oração final nos deixa este belo desafio:

Juntos para sonhar novas imensidades. Juntos para marcar ritmos de um novo Amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *